Produção independente na TV: 26 propostas pré-selecionadas pelo Fundo Setorial do Audiovisual são convocadas para Defesa Oral

setembro 1, 2011

Linha B conta com R$ 20 milhões nesta chamada pública. Proponentes têm até 10 de setembro para recorrer

 

A ANCINE e a  Financiadora de Estudos e Projetos – FINEP, agente financeiro do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), convocam as empresas proponentes de projetos pré-selecionados na Chamada Pública PRODAV 01/2010 (Linha B) a participar da etapa de Defesa Oral (‘pitching’), a ser realizada no Rio de Janeiro entre 4 e 7 de outubro. Um total de 26 projetos, apresentados por 24 produtoras em parceria com 10 canais de TV aberta e por assinatura, serão avaliados pelo Comitê de Investimentos do FSA e poderão receber uma fatia dos R$ 20 milhões disponíveis neste edital.

As notas dos projetos e relatórios de análise estão disponíveis para consulta dos proponentes no formulário eletrônico de apresentação de projetos, no site da FINEP. Os interessados em pedir revisão do resultado têm até 10 de setembro para interpor recursos junto à financiadora. Para isso devem preencher o formulário de recursos e enviá-lo via e-mail para os endereços eletrônicos: fsa2010@finep.gov.br e fsa.ancine@ancine.gov.br.

Após a análise dos recursos, no dia 28 de setembro será divulgada a lista definitiva de convocados para a Defesa Oral. Nessa lista poderão ser incluídas, por meio do Indutor Regional, até cinco propostas de investimentos apresentadas por proponentes sediadas em estados não contemplados no grupo de propostas que obtiver a nota técnica mais alta.

Saiba mais sobre o FSA e a Linha B

Em seu terceiro ano de operações, o Fundo Setorial do Audiovisual poderá alocar até R$ 84 milhões, na forma de investimentos reembolsáveis, em projetos para cinema (produção, distribuição e comercialização) e televisão (produção).

O FSA já é reconhecido como um dos principais instrumentos de fomento à indústria audiovisual no Brasil, tanto pela abrangência das linhas de ação quanto pela estabilidade, que contribui para a organização do mercado.

A linha B investe na produção de séries de ficção, animação e documentário para a televisão aberta ou por assinatura. Com este tipo de operação, o FSA fortalece a indústria de produtoras independentes no Brasil, criando um compromisso dos produtores com o resultado final de suas obras, e garante maior espaço para as obras brasileiras na programação das emissoras de TV. Já selecionou 28 projetos com um total de R$ 20,8 milhões.

Fonte: ANCINE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: