6ª edição do Festival Visões Periféricas seleciona para mostras competitivas

março 22, 2012

Evento dá destaque para filmes produzidos em oficinas audiovisuais e escolas populares

As inscrições para seleção do Festival Visões Periféricas – Audiovisual, Educação e Tecnologias estão abertas até 15 de maio de 2012. A meta do festival é divulgar os filmes produzidos em projetos, oficinas e escolas populares que utilizam o audiovisual como meio de expressão criativa e desenvolvimento social, além de promover a troca entre as diferentes instituições e grupos realizadores existentes no Brasil e em países ibero-americanos. Esta é a 6ª edição do Festival Visões Periféricas.

O festival é composto por três mostras competitivas: A Visorama exibe filmes de até 30 minutos produzidos por alunos de projetos de formação em espaços populares. Na mostra  Fronteiras Imaginárias, concorrem filmes de até 30 minutos produzidos por qualquer realizador . Um júri especializado escolherá um vencedor  que receberá um prêmio oficial do festival, a ser escolhido até julho. A terceira mostra competitiva é chamada de  Tudojuntoemisturado,  e tem sua exibição restrita à internet.  Nela concorrem filmes de até três minutos produzidos por qualquer realizador, através de dispositivos móveis, remixagem, mashups, paródias, vídeo clipes. Os filmes desta categoria serão votados na internet e os ganhadores receberão prêmios escolhidos pela curadoria do festival até maio.

O festival conta também com a Mostra Iberoamericana, não-competitiva, que irá reunir filmes de até 20 minutos produzidos em contexto de formação de cursos, escolas e oficinas de audiovisual nos países da América Latina, exceto no Brasil.

A 6ª edição do Festival Visões Periféricas acontecerá entre os dias 15 e 21 de agosto no Oi Futuro Ipanema, no Rio de Janeiro. Na edição de 2011, o festival contou com exibições extras na comunidade do Cantagalo e no Centro Cultural Justiça Federal. Na última edição, o vencedor da categoria Visorama foi o filme “Ulisses”, da paulistana Lohayne Oliveira Carvalho, e na categoria Fronteiras Imaginárias o júri premiou o goiano “Número Zero”, de Cláudia Nunes.

Para se inscrever no Festival Visões Periféricas basta acessar a página do festival.

 

Fonte: ANCINE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: