Divulgada lista dos filmes selecionados para o 45º Festival de Brasília

julho 19, 2012

Trinta títulos fazem parte da programação do evento, que acontece entre 17 e 24 de setembro

Foi divulgada hoje, em coletiva de imprensa realizada no Teatro Nacional de Brasília, a lista dos filmes selecionados para o 45° Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, que acontece entre 17 e 24 de setembro. Dos 580 inscritos (136 longas-metragens e 454 curtas), a comissão julgadora elegeu seis filmes para cada categoria – longas de ficção e documentário, curtas de ficção, documentário e animação – totalizando 30 filmes selecionados.  Os estados com mais filmes participantes foram Pernambuco (quatro longas e dois curtas), São Paulo (um longa e cinco curtas) e Rio de Janeiro (três longas, dois curtas e uma coprodução com Mato Grosso).

Concorrendo ao prêmio por melhor longa-metragem ficcional, estão: “A memória que me contam”, de Lucia Murat (RJ); “Boa sorte, meu amor”, de Daniel Aragão (PE); “Eles voltam”, de Marcelo Lordello, (PE); “Era uma vez eu, Verônica”, de Marcelo Gomes (PE); “Esse amor que nos consome”, de Allan Ribeiro (RJ); e “Noites de Reis”, de Vinicius Reis (RJ).

Os longas-metragens no gênero documentário selecionados para a competição são: “Doméstica”, de Gabriel Mascaro (PE); “Elena”, de Petra Costa (SP); “Kátia”, de Karla Holanda (PI); “Olho nu”, de Joel Pizzini (RJ/MT); “Otto”, de Cao Guimarães (MG); e “Um filme para Dirceu”, de Ana Johann (PR).

Nas três categorias – ficção, documentário e animação –, os curtas-metragens participantes são: “A Mão que afaga”, de Gabriela Amaral Almeida (SP); “Canção para minha irmã”, de Pedro Severien (PE); “Eu nunca deveria ter voltado”, de Eduardo Morotó, Marcelo Martins Santiago e Renan Brandão (RJ); “Menino peixe”, de Eva Randolph (RJ); “Vereda”, de Diego Florentino (PR); “Vestido de Laerte”, de Claudia Priscilla e Pedro Marques (SP); “Destimação”, de Ricardo de Podestá (GO); “Linear”, de Amir Admoni, SP; “Mais Valia”, de Marco Túlio Ramos Vieira (MG); “O Gigante”, de Luís da Matta Almeida (SC); “Phantasma”, de Alessandro Corrêa (SP); “Valquíria”, de Luiz Henrique Marques (MG); “A cidade”, de Liliana Sulzbach (RS); “A ditadura da especulação”, de Zé furtado (DF); “A guerra dos gibis”, de Thiago Brandimarte Mendonça e Rafael Terpins (SP); “A onda traz, o vento leva”, de Gabriel Mascaro (PE); “Câmara escura”, de Marcelo Pedroso (PE); e “Empurrando o dia”, de Felipe Chimicatti, Pedro Carvalho e Rafael Bottaro (MG).

Os vencedores de cada categoria serão contemplados com o Troféu Candango e prêmios em dinheiro, que totalizam o valor recorde de R$ 635 mil (a edição anterior entregou aos premiados o total de R$ 405 mil).

Além das mostras competitivas, o festival conta com mostras paralelas – Mostra Brasília, Mostra Panorama Brasil e Festivalzinho –, encontros, debates, seminários, oficinas, Cinema Voador, festival nas cidades do Distrito Federal e lançamento de catálogos, livros e DVDs. “A Última Estação”, filme produzido em Brasília pelo diretor estreante Márcio Curi, é destaque na cerimônia de abertura.

Para mais informações, acesse a página oficial do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

 

Fonte: ANCINE

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: